Categoria

Graffiti e Pixo

Notícias e informações sobre graffiti e pixo ao redor do mundo.

Banksy quer mostrar destruição em Gaza ao mundo: “na Internet, só prestam atenção em gatinhos”

por

Banksy já provou inúmeras vezes que não só é um graffiteiro incrível e um ativista de mão cheia, mas também um dos caras mais sarcásticos em sua arte (o que é possivelmente o que o torna tão efetivo como ativista). Em sua nova ação, o inglês foi à Gaza deixar sua marca nos destroços. Perguntado por um homem local sobre o significado de um de seus desenhos (um gato branco aparentemente em vias de lamber sua pata), ele respondeu que gostaria de mostrar ao mundo a destruição na cidade através de fotos em seu site. “Na Internet, as pessoas só prestam atenção em imagens de gatinhos”, teria dito. Banksy ainda foi além e disponibilizou um mini-documentário sobre a sua visita. (…)

Fala mais

RAPtrospectiva 2014: 33 momentos que marcaram o Hip Hop Brasileiro no ano

por
RAPtrospectiva 2014: momentos que marcaram o ano do Hip Hop Brasileiro

Mais um ano de muitos acontecimentos pro Hip Hop Brasileiro, um ano que trouxe a volta de muitas lendas às atividades, grupos que se reuniram e, infelizmente, um ano de certas picuinhas. Em meio a tantas emoções, entre alegrias, tristezas e decepções, separamos alguns momentos que deixaram uma marca no ano e merecem ser relembrados. *Momentos apresentados em ordem cronológica, do mais antigo ao mais atual; **Evitamos colocar clipes e discos na lista porque em breve faremos uma especial para cada uma das duas categorias. Participação do Slim Rimografia no Big Brother Brasil Não foi o primeiro rapper a participar de um reality show (inclusive, conversamos com o Xis sobre o assunto; ele participou da “Casa dos Artistas”, do SBT), mas, em (…)

Fala mais

Os Gêmeos e Instituto Ayrton Senna se juntam pra cultivar conhecimento

por
Os Gêmeos e Instituto Ayrton Senna

Além de espalhar a cultura de rua brasileira pelo mundo, Os Gêmeos se juntaram ao Instituto Ayrton Senna pra também espalhar as sementes do conhecimento. A dupla participa da campanha “Conhecimento não nasce sozinho. Cultive”, que tem como objetivo buscar novos doadores para ajudar a financiar projetos educacionais. Ao doar, por exemplo, R$20 por mês, você ajuda a alfabetizar duas crianças; a doação ainda dá direito a um brinde: um caderno de notas exclusivo ilustrado pelos graffiteiros. “A obra d’Os Gêmeos traduz de forma brilhante o que acreditamos: cada doação que recebemos é uma semente de conhecimento plantada na vida das crianças que estudam nas escolas públicas onde atuamos”, explica Heloisa Oliveira, Gerente de Investimentos Sociais do Instituto Ayrton Senna. Hoje, os projetos educacionais do (…)

Fala mais

Mais de 200 graffiteiros pintam maior mural da América Latina, em SP

por
Mural de Graffiti na 23 de maio, em São Paulo

O graffiti deverá estar ainda mais presente no cotidiano dos paulistanos e das paulistanas em 2015. Com apoio da prefeitura, mais de 200 graffiteiros pintam 15 mil metros quadrados de muros na avenida 23 de maio. Prevista para fevereiro, a arte deverá ser a maior a céu aberto da América Latina, com 5,8 quilômetros de extensão. “Estamos contentes com essa porta aberta, temos muita coisa para fazer e a 23 de maio é só o começo. Vamos apresentar projetos para as quebradas, a periferia e outros espaços públicos ociosos, que estão sujos e feios. A arte urbana tem custo benefício de retorno bem positivo. É barato e dá um resultado bom para a cidade”, afirmou o graffiteiro Rui Amaral durante o anuncio (…)

Fala mais

Dupla Os Gêmeos leva troféu de “Homens do ano” na categoria “Arte”

por
Os Gemeos na GQ Magazine

Falar d’Os Gêmeos no Hip Hop é chover no molhado; os caras tão na ativa praticamente desde o primeiro respiro da cultura no Brasil. Mas, 2014 foi um ano diferente. Quem não viu o avião da seleção brasileira de futebol durante a Copa do Mundo? Ou visitou a exposição grátis “A ópera da lua” que fez um puta sucesso em São Paulo? Pra fechar bonito, os caras ainda pintaram um dos maiores painéis da extensa carreira na Bienal de Vancouver, no Canadá. E foram reconhecidos. A GQ Magazine Brasil escolheu a dupla como “Homens do Ano” na categoria “Arte” em seu prêmio anual. Embora não muito conhecida no Brasil, a premiação é uma das mais conceituadas da cultura popular na matriz estadunidense. “A (…)

Fala mais

Após sofrer atentado, graffiteiro larga a criminalidade pra ser educador social

por
Dequete

A história do mineiro Dequete se confunde com a de tantos outros jovens que sofreram com a desestruturação familiar. Após perder o pai e ver a mãe ser agredida pelo seu novo companheiro, ele cresceu mais introspectivo e não demorou muito para andar com gangues e se envolver em brigas e assaltos. Em uma ocasião, sofreu um atentado e levou seis tiros de uma gangue rival, como forma desta dar o exemplo para os outros jovens com que ele andava. “Meus amigos me apelidaram de The Cat (o gato) depois que levei seis tiros à queima roupa; ainda tenho uma bala alojada na minha cabeça. Então, como não morri, eles colocaram esse nome por falarem que os felinos possuem sete vidas, e (…)

Fala mais

Prefeito de SP regraffita muro apagado ilegalmente para divulgação de festa universitária

por
Graffiti do Fernando Haddad

A gestão do prefeito Fernando Haddad, em São Paulo, quer definitivamente mudar a visão de “Cidade cinza”. Além de disponibilizar novos espaços autorizados para o graffiti, o próprio Haddad tem ajudado a pintar Na verdade, a ação foi um caso bastante particular, mas mesmo assim, não é todo dia que se vê um prefeito graffitando por aí. Ele deixou sua marca no túnel José Roberto Melhem, no último domingo (2). O ato do prefeito, que não estava na agenda oficial, marcou a repintura do muro violado por estudantes de medicina da USP, que, sem autorização, apagaram um graffiti (autorizado) para divulgar uma festa do curso. Após serem notificados, os universitários pediram desculpas e se comprometeram a custear a nova intervenção, que foi iniciada (…)

Fala mais

Graffiteiros revitalizam vagão abandonado e o transformam em Centro Cultural

por
Vagão revitalizado por graffiti no Piauí

Ao mesmo tempo que locais abandonados refletem a má administração do dinheiro público, eles muitas vezes servem como uma “tela em branco” para os talentosíssimos improvisos dos artistas de rua. Muros graffitados para dar nova cara ao cinza da cidade; prédios revitalizados; e até trens. Isso mesmo, em Teresina, no Piauí, os caras deram uma nova vida a um vagão completamente destroçado. Mas uma nova vida mesmo. Não só pintaram a lataria, mas também transformaram o espaço em um Centro Cultural com Internet gratuita, cursos e uma rádio comunitária. “Tive a ideia em 2010 junto com alguns colegas, após observar que o vagão poderia ser usado de alguma forma. Nessa época, ele já estava abandonado há mais de 15 anos. Fizemos (…)

Fala mais

A convite de graffiteiros, KL Jay visita galeria a céu aberto na quebrada

por
Grupo Opni e KL Jay

Na última segunda-feira (20), o Grupo OPNI disponibilizou mais um episódio da série que tem levado grandes nomes do Hip Hop à galeria a céu aberto criada na Vila Flávia, em São Paulo. – Assista a todos episódios da série “Grupo OPNI convida”. Neste quarto episódio, DJ KL Jay colou pra conhecer o muito bem ilustrado espaço e trocar uma ideia com o público sobre periferia, como não poderia ser diferente. “Dar um rolê na quebrada colorida é outra coisa, outra coisa. Parece um galeria de arte mesmo”, comentou o DJ sobre a visita. O projeto faz parte do “Favela Graffitada”, que tem como objetivo graffitar todos os muros, cantos, vielas e casas, transformando assim o bairro em uma grande galeria de arte (…)

Fala mais

Conheça o Marco Zero do Hip Hop, inaugurado em São Paulo

por
Marco Zero do Hip Hop

No dia 26 de setembro, foi inaugurado em São Paulo “O Marco Zero da Cultura Hip Hop no Brasil”, na esquina das ruas 24 de maio com a Praça Dom José de Barros. Naquele pedaço de chão onde Nelson Triunfo e companhia disseminavam literalmente a dança de rua, na década de 80, foi assentada uma pedra de granito e nela gravada o nome dos breakers percussores do movimento. Embora a dança era o grande foco da época, nomes como Pepeu e MC Jack já colavam nos eventos e não demoraria tanto tempo assim pro movimento migrar pra Estação São Bento e Thaide & DJ Hum, Racionais e tantos outros nomes aparecerem. Pra homenagear essa história tão rica e tão pouco explorada, o (…)

Fala mais

Batalha de Ideias: Max B.O media debate sobre graffiti na rua ou galeria com Crânio, Mundano e Enivo

por
Batalha de Ideias sobre Graffiti com Crânio, Mundano e Enive

No último dia 24, o “Manos e Minas”, da TV Cultura, disponibilizou na íntegra a terceira “Batalha de Ideias”, que rolou no mesmo dia, em São Paulo, na Fábrica de Cultura Capão Redondo. Mediada pelo Max B.O, também apresentador do programa, a terceira edição debateu sobre a exposição do graffiti na rua e em galeiras, contando com as presenças de Crânio, Mundano e Enivo. A ideia é que o “Manos e Minas”, em parceria com as Fábricas de Cultura, realize a “Batalha de Ideias” com novos temas e convidadxs uma vez por mês.

Fala mais

Documentário sobre a pichação no RJ quer a sua ajuda pra prensar primeiras cópias

por
Documentário Luz, Câmera, Pichação

Se o documentário “Pixo” é provavelmente o mais completo registro sobre a atividade no Brasil, vale sempre ressaltar que ele apenas retrata a cena na cidade de São Paulo. Por isso, é necessário que surjam produções locais que destaquem atividades em outras partes do país. A cena carioca já tem se movido nesse caminho há um bom tempo e agora parece que vai soltar o trampo de maneira oficial. Dirigido por Gustavo Coelho, Marcelo Guerra e Bruno Caetano, o documentário “Luz, câmera, pichação”, que retrata as madrugas rabiscadas do Rio de Janeiro, começou a ser filmado em 2009 e já concorreu a festivais pelo Brasil e pelo mundo em 2011 e 2012. Mas, agora os caras querem soltar o trampo físico, em (…)

Fala mais

Não devo escrever nas paredes: o dia que Banksy dirigiu a abertura d’Os Simpsons

por
Banksy no Os Simpsons

Com identidade nunca revelada, Banksy se tornou uma figura da cultura popular mundial, assim como são os personagens d’ Os Simpsons. Em 2010, no episódio “MoneyBart”, terceiro da 22ª temporada, o artista das ruas foi chamado para fazer a entrada da série e o resultado não deve ter agradado muito os produtores. “Isso é o que você ganha quando terceiriza”, teria dito um deles, segundo o Omelete. Acostumado a transformar cenários cotidianos em duros protestos, o britânico deitou e rolou nos quase dois minutos que lhe deram. Os outdoors e as paredes pixados com seu nome foram apenas o aquecimento; “Eu não devo escrever nas paredes” no quadro-negro e nas paredes deram o tom. Mas, a parada esquentou mesmo quando Banksy encenou (…)

Fala mais

11 graffiteiras de destaque pelo mundo

por
Graffite da Miss Van

Embora o Hip Hop seja ainda um movimento com uma presença masculina muito mais forte, as mulheres têm cada vez mais conquistado o seu espaço e mostram que podem acompanhar o desenvolvimento sem problema algum. Se citássemos o graffiti, por exemplo, é bem provável que os primeiros nomes que viriam a sua cabeça fossem de homens. Vamos mudar um pouco essa história! O estadunidense Huffington Post publicou uma lista, replicada pelo Spresso SP, com as “10 graffiteiras melhores que Banksy”. A comparação com discutivelmente a maior lenda do assunto é apenas para chamar a atenção, mas a qualidade das moças é inquestionável. Kashink, Miss Van, Clare Rojas, Lady Pink, Maya Hayuk, Olek, Lady Aiko, Faith47, Shamsia Hassani, Alice Mizrahi e Swoon, citada como “Bônus”, (…)

Fala mais

A convite de graffiteiros, Thaide e Xis visitam galeria a céu aberto na quebrada

por
Grupo Opni convida Thaide e Xis

Na última quarta-feira (3), o Grupo OPNI disponibilizou mais um episódio da série que tem levado grandes nomes do Hip Hop à galeria a céu aberto criada na Vila Flávia, em São Paulo. – Assista a todos episódios da série “Grupo OPNI convida”. Neste terceiro episódio, Thaide e Xis colaram não só pra dar uma olhada nas artes, mas também para inaugurar o painel “Senhor tempo bom/Um gole de amor”; os dois também trocaram uma ideia com o público. O projeto faz parte do “Favela Graffitada”, que tem como objetivo graffitar todos os muros, cantos, vielas e casas, transformando assim o bairro em uma grande galeria de arte urbana. Originalmente nomeados “Objetos Pixadores Não Identificados”, o Grupo OPNI é atualmente composto por (…)

Fala mais

Graffiteiros aproximam as crianças do Instituto Neymar Jr. da cultura de rua

por
Chivitz no Instituto Neymar

Já faz tempo que o graffite passou de vandalismo à arte contemporânea no pensamento dos críticos e até pra boa parte da população. Ainda existe uma turbulência em relação às autoridades, mas as coisas estão definitivamente mais entendidas do que antes. Marcas passaram a trabalhar com graffiteiros para desenhos no interior de suas lojas e até em suas fachadas, o que as aproximou de um público muitas vezes bem diferente do que o seu tradicional. Assim, com grande parte dos graffitis de hoje em dia sendo autorizados pelos responsáveis pelos locais a serem graffitados, a própria arte de rua passou a ganhar novos admiradores. Chivitz e Minhau tão sabendo. A dupla foi convocada pela Beats, marca criada pelo Dr. Dre e (…)

Fala mais

1 2 3 5

Powered by themekiller.com anime4online.com animextoon.com apk4phone.com tengag.com moviekillers.com